Siga-nos nas Redes Sociais


CURIOSIDADES

Máscaras em dias quentes: o que fazer para minimizar o desconforto

Proteção facial continua indispensável no enfrentamento da pandemia, mas calor pode se tornar um obstáculo

Publicado

dia:

A exigência de máscaras ao ar livre continua valendo em algumas partes do Brasil, assim como muitas pessoas também desejam permanecer com elas o tempo todo quando estão fora de casa. Mas a chegada do verão e de dias quentes exige alguns cuidados especiais com a proteção facial.

Sabemos que as máscaras podem se tornar muito incômodas em dias de calor intenso. Especialistas e órgãos de saúde ao redor do mundo criaram algumas orientações para ajudar nestes momentos.

Cabe ressaltar, inicialmente, a recomendação de que as máscaras devem ter mais de uma camada, caso sejam de tecido. As máscaras cirúrgicas precisam ser trocadas com mais frequência, ao contrários das N95/PFF2, que podem ser reutilizadas desde que deixadas no varal por uma semana.

As autoridades de saúde do Reino Unido ressaltam que “não há hora definida, nem número recomendado de máscaras que você deve usar a cada dia”.

Mas acrescentam que a máscara deve ser trocada sempre que ficar suja, molhada ou danificada. No verão é comum que suemos mais no rosto, portanto, é fundamental estar atento a isso.

As máscaras funcionam em dias quentes, desde que permaneçam secas, salienta o Escritório de Saúde do Leste de Ontário, no Canadá.

Na dúvida, carregue uma máscara extra sempre que possível. Em dias de chuva, por exemplo, por acontecer de a sua molhar.

A médica Janet Morgan, da Cleveland Clinic, nos Estados Unidos, recomenda escolher máscaras de cor clara para momentos em que for ficar exposto ao sol, já que as escuras absorvem mais calor.

Outra orientação da especialista, que constam no site da instituição, incluem pausas para tirar a máscara.

“Se for bom tirar a máscara por alguns minutos, certifique-se de se afastar das outras pessoas primeiro.”

É crucial manter o corpo fresco, buscar locais com sombra, vestir roupas confortáveis –de preferência feitas de algodão – e beber água com frequência.

“No entanto, usar máscara durante altas temperaturas pode ser perigoso, especialmente para algumas pessoas que correm maior risco de doenças relacionadas ao calor. Doenças provocadas pelo calor, incluindo insolação, exaustão pelo calor, desmaio pelo calor, edema de calor (inchaço das mãos, pés e tornozelos), erupção cutânea e cãibras (cãibras musculares) podem afetá-lo rapidamente e são causados ​​principalmente por superexposição ao calor ou mais – esforço no calor”, alerta o Escritório de Saúde do Leste de Ontário em seu site.

A entidade sugere que a população pratique atividades ao ar livre nas horas mais frescas do dia onde não haja aglomerações.

Os sintomas associados ao calor extremo incluem: tontura ou desmaio, náusea ou vômito, dor de cabeça, respiração e batimentos cardíacos acelerados, sede extrema (boca seca) e diminuição da micção com urina amarela escura.

“Se você ou alguém estiver experimentando esses efeitos, vá imediatamente para um local mais fresco, afrouxe o excesso de roupa, aplique água fria na pele ou na roupa para diminuir a temperatura corporal, abane a pessoa e hidrate com água”, recomenda o escritório canadense.

Também é imprescindível estar atento a pessoas com problemas de coração e hipertensão nos dias mais quentes. Os sintomas descritos acima também podem estar relacionados a eventos cardiovasculares. Nestes casos, é necessário buscar atendimento médico com urgência.

R7

ACESSOS DA PÁGINA

JB ASSISTÊNCIA

ATENDENDO PELO WHATSAPP - 9.8166-3600

DISTRIBUIDORA LUCINDA

PASSAGENS AÉREAS

SUNDOWN PARK

PROVEDOR DE INTERNET

JB NO TWITTER

MAIS LIDAS DO MÊS