Siga-nos nas Redes Sociais


TURISMO

Caruaru, a Princesinha do Agreste e a Capital do Forró

Publicado

dia:

A pandemia de Covid-19 tem exigido uma mudança completa no modo de planejar uma viagem. Todos os cuidados -a exemplo do uso de máscara, álcool em gel e distanciamento social- devem ser seguidos em qualquer que seja o destino escolhido. Não é tempo de se descuidar das regras sanitárias, uma vez que são fundamentais no combate ao novo coronavírus. Estamos em uma fase de restrições de viagens internacionais  e os destinos do Bora Pernambucar são opções excelentes para conhecer novos lugares, seguindo os protocolos de segurança. Então, que tal descobrir Pernambuco? Aproveite!

Ostentando o título de ter o “Maior São João do Mundo”, a Princesinha do Agreste e Capital do Forró tem programação para os visitantes em qualquer época do ano. Localizada a quase 130 km do Recife, Caruaru foi fundada em 18 de maio de 1857 e tem população estimada de 361.118 pessoas (2019), segundo o IBGE. A cidade também é destaque no comércio, com a Feira de Caruaru. O centro comercial se tornou Patrimônio Cultural Imaterial Brasileiro em 2006 e seu surgimento se confunde com o nascimento da cidade, há mais de 200 anos.

Como polo de cultura e artesanato, Caruaru se destaca nas esculturas. Berço do mestre Vitalino, artesão pernambucano que tem obras expostas até no Museu do Louvre, em Paris (França). A cidade conta com diversos museus que expõem sua história e suas produções artísticas, como a música. Do ponto de vista econômico, também é um dos principais polos de compras de Pernambuco – representa a 5ª maior economia do Estado.

ARTESANATO

Museu do Barro / Museu do Forró

Museu do Barro / Museu do Forró , em Caruaru

Grupos de todas as idades se reúnem para aprender um pouco sobre a trajetória do forró e o artesanato em barro de Caruaru. O Museu do Barro tem esculturas e quadros de artistas caruaruenses, que retratam fortemente a cultura popular do lugar. Cerca de 2.300 peças compõem o acervo de artistas que fazem parte da história da cidade. Na área dedicada ao forró (principal ritmo musical local), uma homenagem a Luiz Gonzaga, o Rei do Baião, é destaque. Estão expostos objetos, roupas e instrumentos desse grande compositor. O museu funciona entre a terça e o sábado, das 8h e 17h, aos domingos o funcionamento fica das 9h às 13h. Onde: praça Coronel José de Vasconcelos, 100 Centro, Caruaru. Acesso pago

Casa Museu Mestre Vitalino

Casa/Museu Mestre Vitalino, em Caruaru

A residência do artesão de barro precursor da cerâmica figurativa, Vitalino Pereira dos Santos, foi transformada em museu em 1970, sete anos após sua morte. Obras do artista e de sua família são expostas no museu, assim como instrumentos do cotidiano do mestre. Com peças que relatam a vivência do homem do campo, Mestre Vitalino produziu um acervo iconográfico que representa bem a realidade do agreste brasileiro. O Boi Zebu, peça criada na sua infância para brincar, é a peça mais querida do mestre, que ensinava sua arte aos filhos, amigos, vizinhos e convidados. Para ele, o importante era manter a arte viva. O museu funciona de terça-feira a sábado, de 8h às 17h. No domingo, o funcionamento vai até 13h. Onde: rua Mestre Vitalino, s/n, Alto do Moura, Caruaru. Acesso pago

Museu do Cordel Olegário Fernandes
Homenageando o cordelista Olegário Fernandes da Silva, o Museu do Cordel foi inaugurado em 1999. Máquinas de xilogravuras, cordas de cordéis, livros e fotografias de poetas montam o acervo. Onde: parque 18 de Maio, na Feira de Artesanato de Caruaru. Acesso pago

Memorial Mestre Galdino

Memorial Mestre Galdino, em Caruaru

Peças lindas, cruas e reais aguardam o visitante no memorial. O artesão e poeta popular, mestre Galdino tem o acervo de suas obras exposto na sua terra natal. Contemporâneo do mestre Vitalino, Galdino se destaca pelo tom surrealista de suas obras esculpidas em barro. O museu funciona de 8h às 17h entre a terça-feira e o domingo, neste com programação terminando às 13h. Onde: rua São Sebastião, 181, Alto do Moura, Caruaru. Acesso pago

GASTRONOMIA

Regional
Conhecida pelas comidas gigantes no São João, Caruaru tem culinária com pratos substanciosos e energéticos. Na região, a galinha de cabidela, acompanhada por xerém, e a buchada de bode são encontradas com facilidade, assim como a carne de sol com queijo de coalho. Os bolos pé de moleque, Souza Leão, de milho, fubá e de tapioca são clássicos, facilmente encontrados em padarias, delicatessen ou cafés da região. Arroz-doce, cocada, cajuzinho, doce de jerimum, doce de batata-doce, maria mole, paçoca, quindim e broa de fubá são outras delícias encontradas nas mesas e cozinhas da Princesa do Agreste.
 
Bode guisado
Iguaria da área, o bode guisado com o tempero forte do Agreste não tem defeito algum pra quem busca uma comida carregada de identidade pernambucana. Encontrado facilmente em diversos restaurantes da área, o bode representa o costume ainda familiar de criação do animal para abate.
 
PASSEIOS

Casa da Cultura José Condé
Exposições de obras, fotografias e peças do acervo pessoal do escritor José Condé, filho famoso de Caruaru, são encontradas aqui. Salas de música e áudio também fazem parte do local, que também abriga temporárias exposições de artistas locais. Onde: rua João Euzébio Ferreira, 99, Vassoural, Caruaru. Acesso pago

Parque Ambientalista Severino Montenegro
 O parque municipal é o primeiro parque urbano de Caruaru. Preenchendo uma área de aproximadamente quatro hectares, o parque conta com um jardim sensorial, uma sementeira e um memorial. Onde: avenida José Rodrigues de Jesus, s/n Indianópolis, Caruaru. Acesso gratuito

Monte Bom Jesus
uatro mirantes com paisagens distintas aguardam o visitante no Monte Bom Jesus. A área de morro foi transformada em um parque para atividades culturais e esportes. A população chega aos 630 metros de altitude do monte subindo os quase 400 degraus, ou de carro. Nos finais de semana, o Monte Bom Jesus conta com programação cultural para a população e seus visitantes. Onde: Monte Bom Jesus, s/n, Centenário, Caruaru

Feira de Caruaru

Feira de Caruaru

Um dos principais atrativos da cidade, a Feira de Caruaru é considerada uma das mais importantes do Brasil. Reconhecida como Patrimônio Cultural Imaterial Brasileiro, a feira se divide em Feira do Paraguai, Sulanca, Gado, Frutas e Verduras, Raízes e Ervas Medicinais, Troca-troca, Flores e Plantas Ornamentais, Couro, Confecção Popular, Fumo, Artesanato entre outras. No total, são 17 divisões por tipo de produto. O local atrai milhares de visitantes por ano e funciona diariamente. Apenas a feira da Sulanca, que tem mais diversidade, quantidade e menores preços, tem funcionamento limitado – é realizada às segundas-feiras, das 4h da manhã às 12h. Onde: parque 18 de Maio, s/n, Centro, Caruaru
 
Feira de Artesanato
Todo o tipo de artesanato manual produzido na cidade pode ser encontrado lá. Localizada no mesmo lugar onde funciona a enorme Feira de Caruaru, a Feira de Artesanato funciona todos os dias, no horário comercial, de 8h às 17h. Arte com barro, com corda, com madeira, com lã, com couro, metal, palhas de coco e tantos outros materiais faz parte do acervo à venda do que mais parece um grande museu de arte caruarense ao ar livre, em Caruaru. Onde: Parque 18 de Maio, s/n, Centro, Caruaru

Parque das Baraúnas
Pista de cooper, quadra poliesportiva, quadra de vôlei de areia, redário, anfiteatro, pista de bicicross, churrasqueira e lago fazem do parque um dos locais mais visitados de Caruaru, que ainda promove trilha ecológica com guias. Onde: rua Luiz Gonzaga, s/n, Loteamento Luiz Gonzaga, Caruaru. Acesso gratuito
 
EVENTOS

São João

Uma coisa que não se deve perder a chance de conhecer é a energia mágica que circunda a cidade de Caruaru no período junino. Além de ser um dos locais onde a festa tem maior duração, o mês todo, e atrações – das tradicionais às contemporâneas – vale ressaltar que o São João da cidade tem programação gratuita.

Para o cidadão do Interior de Pernambuco, a época de fartura e colheita não é o Natal, mas sim o São João, por isso é bastante festejada. Milhões de pessoas visitam anualmente a cidade durante o mês de junho para curtir a festa que se divide em mais de 20 polos com centenas de atrações.
 
NÃO DEIXE DE IR

Polo de Moda
O Polo Caruaru é conhecido pela confecção variada a bons preços. Funciona de domingo a domingo, a partir das 9h, tem 64 mil m², praça de alimentação e estacionamento com mais de seis mil vagas. Onde: Km 62 da BR 104, Caruaru. Acesso gratuito

Alto do Moura

Alto do Moura, em Caruaru

 A história dos artesãos de Caruaru é contada no Alto do Moura, maior centro de arte figurativa das Américas. Um dos personagens principais da cidade, mestre Vitalino, passou seus últimos anos morando numa pequena casa neste ponto da cidade. Lá, o visitante pode comprar peças diretamente da mão de alguns artesãos que possuem atelier na área.

Ao passar pelo Alto do Moura, o turista pode ter contato com obras dos mestres Zé Caboclo, Manuel Eudócio, Elias, a mestra Marliete e tantos outros. A maioria destes, discípulos do mestre Vitalino. Um polo importante também no período de São João, o Alto do Moura ganha programação própria no mês de junho, quando também recebe o tradicional evento do cuscuz gigante. Onde: Estrada Alto do Moura, s/n , Alto do Moura, Caruaru

Clique e Comente

Você precisa estar logado para postar um comentário Entrar

Deixe uma resposta

Siga-nos no Facebook

SUNDOWN PARK

KM,03 - SALOÁ/PE

PROVEDOR DE INTERNET

Escritório: Rua 13 de maio - 05, centro - Bom Conselho/PE.

ÁGUA LUCINDA

DISTRIBUIDORA DE GÁS LUCINDA

RUA MÁRIO MELO [AÇUDE] - 150 - CENTRO

INFORMATIVO ASTROTUR

Terminal Rodoviário de Bom Conselho

DECOLITUR

JB ASSISTÊNCIA TÉCNICA

RUA PARAISO,52 CENTRO BOM CONSELHO CONTATOS: (ZAP) 9.9638-9489 E 9.8166-3600

SERVIÇOS ELÉTRICOS EM GERAL

VLV ADVOGADOS ASSOCIADOS

AGENDA TELEFÔNICA

MAIS LIDAS